Projeto

 

TÍTULO: Bibliotecas e Livrarias: um estudo comparativo de posicionamento e estratégias de marketing

INTRODUÇÃO:

De um lado, funcionários com atitudes extremamente intimidadoras, um ambiente escondido, pouco receptivo, desconfortável, com aparência e cheiro de “coisa velha”, silêncio sepulcral, formalidades, regras e proibições que não acabam mais. Do outro lado, um ambiente acessível, bem localizado, receptivo, confortável, moderno, movimentado, divertido, com funcionários prestativos, horário de funcionamento elástico e um coffee bar. Exageros e desabafos à parte, quando imaginamos a atmosfera de uma biblioteca, mais precisamente de uma biblioteca pública, e de uma livraria ou megastore são verdadeiramente esses os cenários comuns que nos são apresentados.

Livrarias e bibliotecas possuem muitas atribuições em comum, mas conforme Rhiger (2000), bibliotecas e livrarias servem a diferentes funções. As livrarias, em sua essência, estocam livros e revistas populares, CDs, DVDs, que são especialmente selecionados para trazer lucro para a organização. Bibliotecas são instituições que auxiliam as comunidades e lutam para angariar uma variedade de materiais e serviços que respondam às necessidades de informação do seu grupo de clientes. Por mais que esta distinção seja clara, muitos usuários nutrem apenas pelas livrarias sentimentos que são característicos das bibliotecas. Como por exemplo, o local escolhido para buscar novos livros, revistas, CDs e afins; lê-los ou consultá-los confortavelmente.

As bibliotecas por demorarem a adquirir uma postura mais mercadológica, permaneceram tempo demais, em sua maioria, sem perceber as mudanças impostas pelo mundo ao seu redor. A situação não é irreversível, mas com certeza não é das mais confortáveis. A biblioteca deve procurar o cliente e não só esperar que o cliente busque a unidade de informação. É necessário adotar uma atitude dirigida para estratégias de marketing. O profissional da informação deve aceitar a sua responsabilidade social de agente de transformação da sociedade (AMARAL, 1996).

OBJETIVO: Geral  

O objetivo geral deste Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é investigar o impacto das livrarias e megas livrarias na percepção, expectativa e utilidade dos serviços oferecidos pelas bibliotecas públicas.

OBJETIVO: Específicos

Os objetivos específicos do presente trabalho são:

  • Analisar até que ponto as bibliotecas percebem as livrarias como suas concorrentes;
  • Identificar, através do estudo comparativo entre bibliotecas e livrarias, se os profissionais bibliotecários estão efetivamente trabalhando ou começando a trabalhar com uma abordagem mercadológica;
  • Reconhecer o posicionamento de mercado dessas instituições e de forma ainda mais ampla, causar a reflexão acerca do fato de as livrarias estarem, de certa forma, cumprindo com o papel das bibliotecas.

O estudo teve como indagação inicial três questões:

(a) Como as pessoas utilizam as bibliotecas públicas?

(b) Até que ponto o comportamento desses clientes das bibliotecas públicas se assemelham aos das livrarias?

(c) O quanto diferem?

JUSTIFICATIVA:

O sucesso depreendido das livrarias e suas megastores no mercado junto com o crescente surgimento de bibliotecas com o perfil mais voltado para a satisfação do cliente em diversos aspectos como: arquitetura e design, comunicação, tecnologia, serviços; resultou na identificação do surgimento de um novo cenário de atuação do profissional bibliotecário. Os papéis preenchidos por essas organizações na sociedade vêm estimulando os profissionais da informação a visualizarem o seu ambiente externo, a adquirirem uma visão e uma atitude mais voltada para uma abordagem mercadológica.

METODOLOGIA: Pesquisa de Campo

Considerando os objetivos apresentados nesse projeto a metodologia proposta para executá-lo é a pesquisa de campo.

Pesquisa de campo é aquela utilizada com o objetivo de conseguir informações e/ou conhecimentos acerca de um problema, para o qual se procura uma resposta, ou de uma hipótese, que se queira comprovar, ou, ainda, de descobrir novos fenômenos ou as relações entre eles. (MARCONI; LAKATOS, 2010).

A metodologia escolhida será utilizada através de observações de fatos e fenômenos tal como ocorrem espontaneamente, aplicação de entrevistas semi-estruturadas com os clientes e responsáveis pelos espaços analisados. O estudo será conduzido em duas livrarias e duas bibliotecas públicas, futuramente selecionadas; sendo uma das livrarias, uma mega livraria, e uma das bibliotecas públicas, uma biblioteca parque.

METODOLOGIA: Método Comparativo

Os resultados encontrados nas duas livrarias e nas duas bibliotecas pesquisadas serão comparados considerando as suas semelhanças e diferenças. Procura-se investigar como os clientes de bibliotecas e livrarias utilizam e percebem cada um desses espaços, através da observação, do registro de tendências em seus comportamentos e atitudes em relação aos dois locais, e da aplicação de entrevistas semi-estruturadas com os clientes e responsáveis pelas organizações. A abordagem escolhida foi qualitativa com o objetivo de se obter dados e informações sobre as atitudes e experiências dos usuários de bibliotecas e livrarias.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s